Sexta, 04 Mai 2018 10:57

Bento XVI, a Igreja Católica e o "Espírito da Modernidade"

Uma Análise da Visão do Papa Teólogo Sobre o "Mundo de Hoje"

Igreja e modernidade: duas palavras que, frequentemente, são colocadas em lados opostos, causando confusão e desentendimentos. Mas muita coisa mudou a partir do Concílio Vaticano II (1962-1965), embora haja quem afirme que a postura eclesial não permaneceu a mesma no pontificado de Bento XVI. Mas afinal, Bento XVI é um papa moderno, antimoderno ou pós-moderno? É o que este livro pretende esclarecer a partir de um estudo abrangente sobre a obra do Papa Emérito, a fim de apresentar o seu pensamento sobre as aproximações e confrontos entre a Igreja e o mundo moderno.

Sobre o autor: Rudy Albino de Assunção

Bacharel em Filosofia pelo Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE, 2005), Mestre (2010) e Doutor (2016) em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina, tradutor e revisor. Fez seu Estágio de Doutorado Sandwich na Universidade de Navarra (Espanha). Suas áreas de interesse são a teologia de Joseph Ratzinger-Bento XVI, a sociologia de Max Weber, sociologia da religião e sociologia do catolicismo. É professor no Centro Universitário Católica de Quixadá (Ceará) e membro da Instituição Communio, que publica Communio: Revista Internacional de Teologia e Cultura.

 

31727889 1711861245569357 8694982340939612160 n